25 de mai de 2015

Seminário Propedêutico realizou pela primeira vez a celebração da Vigília de Pentecostes

O Seminário Propedêutico celebrou junto a toda a Igreja a Solene Vigília de Pentecostes do sábado para o domingo. Após a celebração eucarística da Vigília, o grupo de 24 seminaristas se reversou na adoração ao Santíssimo Sacramento que ficou exposto até a manhã do domingo. A programação finalizou com a missa de Pentecostes.


Pe. Rafhael Maciel, Reitor do Propedêutico presidiu a celebração da vigília. “O homem do campo para fertilizar o solo, algumas vezes precisa utilizar a alavanca, instrumento que penetra o solo retirando de baixo da terra o que pode ter esperança de vida. O Espírito Santo é alavanca de Deus”, comparou o padre indicando que devemos estar abertos à sua ação.

Na missa de Pentecostes, o vice-reitor, Vicente Oliveira, usou a metáfora da “colcha de retalhos” para falar da unidade na diversidade que o Espírito Santo fecunda na Igreja. “Trata-se da união de pedaços de panos que formam um todo, costurado pela linha. Esta linha é o Espírito Santo. Reparemos que, quando se quer dividir essa colcha, a primeira parte a ser desfeita é a costura. Assim o diabo busca dividir a unidade na Igreja justamente investindo contra esta linha”, exortou o sacerdote.


Em mensagem direcionada especificamente aos seminaristas, Pe. Rafhael usou um trecho do Pequeno Manual da Santidade dos Seminaristas, da Beata Elena Guerra, conhecida como a Apóstola do Espírito Santo. “O piedoso Seminarista, portanto, deve considerar o seu Seminário como lugar santo, como um novo cenáculo, onde somente possuem o direito de conviver aqueles que, eleitos entre mil, foram chamados por Deus ao sacerdócio, e possuem a firme vontade de corresponder à graça da vocação. Porém, tenha cuidado o Seminarista de não espalhar pecados em um lugar tão santo, isto faria aumentar sua culpa”, diz o trecho do texto.

Foram expostas na Capela relíquias de primeiro grau da Beata Elena Guerra e de Santa Myrian de Jesus Crucificado, recentemente canonizada pelo Papa Francisco. Santa Myrian ficou conhecida como “a carismática” e  teve as virtudes da obediência e humildade evidenciadas em seu processo de santificação. 



Por Pastoral Vocacional de Fortaleza




0 comentários:

Postar um comentário

Fique ligado - Jubileu 16