15 de fev de 2015

Seminaristas participam de Manhã de Espiritualidade sobre a “amizade com Deus”

Os seminaristas do Seminário Propedêutico Dom Aloísio Lorscheider  participaram neste sábado da primeira manhã de espiritualidade. O encontro teve como tema A Amizade com Deus e foi ministrado por Padre João Paulo Dantas, membro da Comunidade Católica Shalom.


O sacerdote apontou a “humildade e confiança” como  pontos que são transformados a partir da vida de oração. “Na oração aprendemos a verdadeira humildade, aquela que vem de dentro para fora e não  faz o caminho oposto; a confiança, por sua vez, ‘é a irmã mais nova da fé e da caridade’”, disse o padre citando o poeta Charles de Peguy.
“Precisamos ser padres que confiam em Deus”, advertiu o padre acrescentando que “Deus não é fantoche da nossa vontade”. Relembrando a mensagem de santa Faustina de Kowaslka e a revelação particular de Jesus a Santa Margarida Maria Alacoque o sacerdote citou “ que o pecado que mais desagrada a Deus é a desconfiança nele por parte de seus consagrados”.










Tornar-se amoroso e misericordioso, ter a inteligência purificada e a vontade liberta foram citadas pelo pregador como pontos trabalhados na vida de intimidade com Deus. “Nós estamos aqui para servir”, disse.
Nossos pecados tornam-se obstáculos para a ação da graça de Deus, mas não podem nos paralisar. “Precisamos criar a perseverança, o hábito da oração”, indicou. “ A palavra de Deus é uma outra arma que ajuda a derrotar a tentação”, explicou o padre relembrando a narrativa da tentação do Diabo a Jesus em seu retiro de 40 dias no deserto.
Como frutos da vida de oração padre João Paulo elencou a disposição interior e contínua para a conversão, a caridade pastoral, o amor à Palavra de Deus, à Eucaristia e à Virgem Maria além do amor à Igreja e à humanidade. “Não podemos esquecer jamais que tudo começa aos pés do senhor, senão toda nossa formação estará como que  edificada sobre a areia. Ruirá ante a primeira tempestade”, finalizou.
Padre Rafahel Maciel, Reitor do Seminário Propedêutico, frisou a importância da oração nestes dias de carnaval. O sacerdote fez uma comovente prece pelas pessoas que participarão dos diversos retiros de carnaval e por aqueles que de algum modo viverão estes dias como se Deus não existisse.
Texto/Imagem: Vanderlúcio, seminarista da Arquidiocese de Fortaleza

0 comentários:

Postar um comentário

Fique ligado - Jubileu 16